"Em 2016, o PIB caiu 3,6% em relação ao ano anterior, retração praticamente igual à ocorrida em 2015, de 3,8%. O Boletim Macro IBRE já vinha prevendo a queda de 3,6% do PIB desde janeiro último", afirma o economista do Instituto Brasileiro de Economia, Júlio Mereb.

O PIB caiu 0,9% no 4º trimestre de 2016 contra o trimestre imediatamente anterior, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal. Na comparação com o 4º trimestre de 2015, o PIB sofreu contração de 2,5% no último trimestre de 2016. Os resultados foram idênticos à projeção do Monitor do PIB/FGV.

Na série com ajuste sazonal, pelo lado da oferta, foram registradas alta na agropecuária (1,0%) e quedas na indústria (-0,7%) e nos serviços (-0,8%). Pela demanda, o consumo das famílias (-0,6%) e o investimento (-1,6%) também apresentaram declínio.

"Em 2016, o PIB caiu 3,6% em relação ao ano anterior, retração praticamente igual à ocorrida em 2015, de 3,8%. O Boletim Macro IBRE já vinha prevendo a queda de 3,6% do PIB desde janeiro último", afirma o economista do Instituto Brasileiro de Economia, Júlio Mereb.

 

Notícias relacionadas

Informamos que o site do FGV Notícias foi incorporado ao Portal FGV em maio de 2017.
O que você deseja fazer?