O objetivo é organizar e evidenciar lições aprendidas e recomendações, seja no âmbito das políticas públicas, seja no das práticas empresariais, para que se estabeleça um novo tipo de relação entre os grandes empreendimentos, como hidrelétricas e projetos de mineração, por exemplo, e os territórios que ocupam.

A iniciativa “Grandes Obras na Amazônia – Aprendizados e Diretrizes”, do Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV (EAESP), lançou em março a publicação que reúne diretrizes para implementação de grandes empreendimentos na região Amazônica.

O objetivo é organizar e evidenciar lições aprendidas e recomendações, seja no âmbito das políticas públicas, seja no das práticas empresariais, para que se estabeleça um novo tipo de relação entre os grandes empreendimentos, como hidrelétricas e projetos de mineração, por exemplo, e os territórios que ocupam.

Esta trajetória, apoiada pelo International Finance Corporation (IFC) do Grupo Banco Mundial, contou com o engajamento de mais de 300 pessoas representando mais de 130 instituições durante 15 meses dedicados a formular diagnósticos, ferramentas práticas e um conjunto de diretrizes, além de consulta pública online entre dezembro de 2016 e fevereiro deste ano.

O documento está disponível no site.

Notícias relacionadas

Informamos que o site do FGV Notícias foi incorporado ao Portal FGV em maio de 2017.
O que você deseja fazer?